Honmon Butsuryu-Shu – Porto Alegre

“Perfeição não é fazer tudo certo é haver equilíbrio em tudo”


Arigatougozaimassu,

Receberemos a visita do Monge Shintoku Macedo de 25 a 29 de julho de 2013 em Porto Alegre.

Uma ótima oportunidade para conhecer ou saber um pouco mais sobre a Honmon Butsuryu-Shu – Budismo Primordial.

Aos que desejarem agendar uma data, basta preenche o cadastro ou enviar o e-mail nos comentários ( o email não aparecerá para público do Blog e será utilizado somente para contato)

https://creator.zoho.com/honmonbutsuryushu/cadastro-visita-budismo-primordial/form-perma/Cadastro_Visita_Budismo_Primordial/

Desejamos uma ótima semana a todos.

Arigatougozaimashita.


2 Comentários

SUTRA LOTUS


Arigatougozaimassu,

Muitos por e-mail me perguntam aonde podem encontrar o Sutra Lotus para estudarem na internet.
 Sutra Lotus

Neste link você encontra a versão em PDF para que possa estudar, mas aconselho que compre a versão impressa para que possa ter com você.

Um grande abraço

Arigatougozaimashita.

 


Deixe um comentário

Quer fazer parte do Budismo da Honmon Butsuryu-Shu (Porto Alegre)


Arigatougozaimassu,

Hoje faço um convite à todos de Porto Alegre e do Rio Grande do Sul.

Quem quiser fazer parte ou saber mais sobre o Budismo Primordial – Honmon Butsuryu-Shu.

Nos dias 03,05 e 05 de Dezembro de 2011 receberemos a visita do Monge do Budismo Primordial Shintoku Macedo que é o novo responsável pela expansão do Budismo aqui no estado.

Essa é uma ótima oportunidade para todos que desejam conhecer o Budismo Primordial.

Quem deseja receber mais informações ou a visita basta enviar um e-mail com nome completo, endereço e telefone para contato.

Um grande abraço à todos.

Arigatougozaimashita!

CLICK AQUI PARA RECEBER A VISITA OU INFORMAÇÕES


2 Comentários

Programa Despertar Budista – 6 de Abril de 2011


Arigatougozaimassu,

Posto para vocês mais um Programa Despertar Budista, peço desculpa a todos pela falta de alguns programas. Estou saindo para o trabalho antes do Programa começar.

Mas sempre que der vou gravar e com muito prazer colocarei para todos aqui no Blog.

Arigatougozaimashita!

PDB_6_de maio_2011


Deixe um comentário

Programa do dia 15 de Abril de 2011


Arigatougozaimashita,

Programa Despertar Budista do dia 15 de Abril.

http://www.box.net/shared/ghs0jg8eka

Arigatougozaimassu.


Deixe um comentário

Cuidado com o Desejo -A Devoção de Pootarya-


Certa vez, quando Buda estava sentado sob uma árvore após retornar da sua prática matinal, apareceu um homem que se chamava Pootarya. Ele ficou de pé em sua frente e após o cumprimentá-lo iniciou o diálogo:

– O Sr. é o Buda. Tenho ouvido boatos a seu respeito. Me chamo Pootarya e vim com a intenção de fazer-lhe algumas perguntas.

– Seja bem vindo e sente por favor. A respeito de que gostaria de falar?

– Obrigado. Na verdade é a respeito do desejo que gostaria de falar. Quando satisfeito não há problemas. Porém, para satisfazer o desejo é necessário muito dinheiro e isso impossibilita a nossa realização. Como deveria pensar a respeito?

– Pootarya, primeiramente falaremos a respeito do desejo. Suponha que aqui temos um cachorro faminto e que este penetrou num matadouro. O dono do matadouro descobriu-o e a ele deu um osso que não havia mais nenhum resto de carne. Este voou em direção ao osso e roeu-o interminavelmente. Só que não saciou sua fome, pois não havia sequer vestígios de carne. O cachorro a fim de saciar sua fome roeu tanto que acabou machucando sua boca e engasgando com um pedaço de osso. O desejo é como se fosse esse osso. Enquanto não conseguir controlá-lo será a causa do seu sofrimento. Deve se dedicar à prática a fim de adquirir este controle.

– Entendi. No caso eu seria o cachorro e o osso o desejo.

– Exatamente. Também, suponhamos que em algum canto da vila esteja caído um pedaço de carne. Um urubu avistando-o pegou e saiu voando. Só que uma águia também viu e começou a perseguir o urubu. Pergunto-lhe, se o urubu não soltar o pedaço de carne não estaria colocando em risco a sua própria vida?

– Sim, Buda.

– Então pergunto. Se o urubu largar o pedaço de carne a águia não irá mais perseguí-lo?

– Sim, não mais perseguirá.

Artwork by Rodney Alan Greenblat

Em seguida Buda explicou.

– Neste caso o pedaço de carne representa o desejo, pois, enquanto não largar não parará de lhe causar sofrimentos. Portanto, a prática é o treinamento intenso para abnegarmo-nos desses tipos de desejo.

Em seguida Pootarya que estava concentrado nas palavras de Buda, para demonstrar a sua compreensão começou a citar vários exemplos que simbolizariam o desejo.

– Se uma pessoa estiver correndo contra o vento com uma tocha na mão, esta se queimará.

– Num certo lugar há um grande buraco totalmente em chamas. Será que alguém com a razão em seu perfeito estado entraria neste buraco?

– Também, suponhamos que num certo local haja uma grande e venenosa cobra, e que esta cobra venenosa estivesse furiosa. Será que alguém em seu perfeito estado, se aproximaria e lhe estenderia a mão.

– O desejo é como se fosse o fogo da tocha, o buraco em chamas ou a cobra venenosa. Por isso são coisas das quais não devemos nos aproximar. Pois, além de nos fazer sofrer, nos trazem danos e nenhuma satisfação duradoura.

Buda acrescentou.

– Pootarya, o desejo é como se fosse a realização dentro de um sonho, pois quando acorda nada resta. É algo que o faz pensar ter adquirido satisfação, mas que esta era ilusória e que deixa apenas mais uma sensação de vazio.

Por último Buda citou mais um exemplo.

– Suponha que haja uma árvore que dá frutos o ano todo, e que por ela passou um homem faminto. Este pegou uma fruta que de madura havia caído e comeu. Porém, não se contentando subiu na árvore a fim pegar algumas frutas para levar para casa. Nesse exato momento surgiu um outro homem que, com a mesma fome e do mesmo modo comeu uma fruta que estava caída no chão. Só que após isto resolveu derrubar a árvore para que pudesse levar muitos frutos para casa. O que aconteceria? Perguntou Buda.

Pootarya respondeu:

– O primeiro homem teria que descer rapidamente para não se machucar gravemente.

Sendo assim, Buda concluiu.

– Enfim, da mesma forma que o homem desceria rapidamente, devemos nos afastar o mais rápido possível dos desejos demasiados para não sofremos as conseqüências desta perseguição dolorosa, que nós mesmos nos submetemos.

Tudo haverá de acontecer desde que semeie a causa.

Como até mesmo o não desejar é um desejo, tudo que tem a fazer é viver naturalmente, se esforçando ao máximo para que tenha o merecimento, e que tudo venha a ser fruto da virtude da sua ação.

Após esta nobre explicação Pootarya tornou-se fervoroso devoto dos ensinamentos de Buda.


Deixe um comentário

Dia 31. “ Reflita a respeito do que pode fazer a mais ou aprimorar”



Será que estou integrado e cumprindo as minha obrigações, como fiel da Religião Primordial que é a Honmon Butsuryu-Shu que nos assegura a bênção divina ?
A razão de viver, está em crer numa verdadeira religião.
Para uma pessoa é muito importante reconhecer o valor da sua existência e cumprir o seu dever. Protegido pelo poder da oração, vamos divulgar os preceitos de Buda, para que com isso consigamos o objetivo de implantar na terra, o verdadeiro sentido do Budismo.
Como prece para atingirmos essa finalidade, vamos praticar e expandir intensamente o Namumyouhourenguekyou.


Deixe um comentário

Quer ser um fiel da HBS? – Converta-se!


Arigatougozaimassu.

Após as alterações no site http://www.budismo.com.br o link que haviamos postado antes acabou sendo desativado.

Agora para os que tiverem interesse em se converter e só preencher o cadastro no link http://www.budismo.com.br/converta.php

Esse cadastro serve para que seja preenchida sua ficha de fiel e para que os monges da Honmon Butsuryu-shu possam agendar uma visita para conversar com você e passarem todas as orientações necessárias e se for de seu interesse fazer a sua conversão.

Arigatougozaimashita!


Deixe um comentário

Reporter Primordial – A Vida do Grande Mestre Nitiryu Daishounin


Arigatougozaimassu,

Nesse edição do Repórter  Primordial um  resumo da vida do Grande Mestre Nitiryu Daishounin. Apresentado pela jovem do Templo Nikkyoji, Karina Nishimura.

Muito bom!

Arigatougozaimashita!


Deixe um comentário

“Não se esqueça das orações matinais e noturnas, para o seu bem e para o bem de outro também”


“Não se esqueça das orações
matinais e noturnas,
para o seu bem e
para o bem de outro também”
Este ensinamento do Grande Mestre Butsuryu Kaidou Nissen Shounin, nos transmite que mesmo na prática da fé, existe algo básico e fundamental, que não podemos falhar, são as orações matinais e noturnas.
Para que tudo transcorra bem, é preciso fazer uma renovação diária da prática da fé, nunca achando que, só porque fez ontem que não precisa faze hoje. É assim que fazemos a manutenção espiritual.
Fisicamente, tratamos diariamente da higiene, tomamos banho, escovamos os dentes, nos exercitamos e nos alimentamos. Esta é a manutenção básica e mínima que damos ao corpo. Quem negligencia isto torna-se uma pessoa desagradável, para si e para os outros. Acontece que deveríamos ter o mesmo cuidado com a parte espiritual, lapidando-a diariamente.
Vemos muitas pessoas com muitos problemas, também muitos vivem resolvendo problemas, porém, por que será que eles não diminuem?
A resposta é simples, não basta varrer o chão e ficar com a mão suja, não basta lavar as mãos e não purificar os corações.
Muitas vezes permitimos o sofrimento pela sujeira mental e espiritual que carregamos. Chamamos isso de carma negativo.
Só que este carma negativo devido a nossa impeifeição e negligência, mais tende a aumentar do que diminuir.
Por isso, mais do que qualquer coisa, devemos estar sempre nos purificando e lapidando.
Outro cuidado que devemos ter como o carma negativo é que, ele não é visível, é apenas constatável, ou seja, não o vê do jeito que vê uma mão suja, percebe-se sua existência quando as coisas estão fora de controle e quando você começa a sentir o sofrimento.
Por isso pode se dizer que o carma negativo é extremamente perigoso, pois as pessoas não percebem, ou se sabem não ligam, tal como a sujeira atrás do sofá ou debaixo do tapete.
Só que a sujeira debaixo do tapete, você pisa nela, enquanto que a sujeira do carma negativo, pisa em você.
Quando o verso nos ensina:
“Não se esqueça de orar de manhã e a noite”, quer dizer que não devemos dar tempo ao tempo, para que as coisas piorem.
Sempre que estiver em dia com as orações, estará sempre acumulando mais virtudes e conseqüentemente menos carma negativo.
Vejamos um exemplo da natureza.
Há um tipo de peixe que caça suas presas fora da água, ou seja o peixe, de dentro da água, borrifa água sobre a folha da árvore para que o inseto que ali se encontra, escorregue e caia na água para poder comê-lo. O exemplo que vi foi o de uma joaninha. A joaninha se agarrava com toda a força no galho, mas o peixe de tempo em tempo esguichava água sem sequer deixar a folha secar. Mesmo que a joaninha ficasse parada, uma hora escorregaria, e caso tentasse fugir ou mover-se, perderia a fixação na folha se tornando mais vulnerável ainda. Por fim, a joaninha tentou revoar, mas como suas asas estavam molhadas, não teve forças e caiu. Antes mesmo de chegar na água o peixe voou e comeu-a ainda no ar.
Somos como esse peixe que precisa comer e se dar bem. Só que muitas vezes não agimos como ele. Esguichamos apenas um pouco de água, ou seja, fazemos um pouquinho e deixamos secar. Assim perdemos nossas presas, ou seja, não concretizamos nossas metas. Ou somos este peixe assíduo ou seremos a joaninha da história.
O Mestre Nissen Shounin nos ensina também que não é só por nós, que se caso negligenciarmos as orações, estaremos deixando de ajudar os outros também, o que é pior ainda.
Portanto, não podemos falhar nesta prática considerada das mais básicas da HBS.
Ore de manhã e a noite, pelo seu bem e o bem de todos.
Se esforçando insistentemente nesta prática, não haverá carma que possa prejudicá-lo ou barreira que possa detê-lo.
É isso que nos transmite este ensinamento do Grande Mestre Butsuryu Kaidou Nissen Shounin.
Arcebispo Kyohaku Correia

Revista Lótus n°51