Honmon Butsuryu-Shu – Porto Alegre

“Perfeição não é fazer tudo certo é haver equilíbrio em tudo”


Deixe um comentário

“Não se esqueça das orações matinais e noturnas, para o seu bem e para o bem de outro também”


“Não se esqueça das orações
matinais e noturnas,
para o seu bem e
para o bem de outro também”
Este ensinamento do Grande Mestre Butsuryu Kaidou Nissen Shounin, nos transmite que mesmo na prática da fé, existe algo básico e fundamental, que não podemos falhar, são as orações matinais e noturnas.
Para que tudo transcorra bem, é preciso fazer uma renovação diária da prática da fé, nunca achando que, só porque fez ontem que não precisa faze hoje. É assim que fazemos a manutenção espiritual.
Fisicamente, tratamos diariamente da higiene, tomamos banho, escovamos os dentes, nos exercitamos e nos alimentamos. Esta é a manutenção básica e mínima que damos ao corpo. Quem negligencia isto torna-se uma pessoa desagradável, para si e para os outros. Acontece que deveríamos ter o mesmo cuidado com a parte espiritual, lapidando-a diariamente.
Vemos muitas pessoas com muitos problemas, também muitos vivem resolvendo problemas, porém, por que será que eles não diminuem?
A resposta é simples, não basta varrer o chão e ficar com a mão suja, não basta lavar as mãos e não purificar os corações.
Muitas vezes permitimos o sofrimento pela sujeira mental e espiritual que carregamos. Chamamos isso de carma negativo.
Só que este carma negativo devido a nossa impeifeição e negligência, mais tende a aumentar do que diminuir.
Por isso, mais do que qualquer coisa, devemos estar sempre nos purificando e lapidando.
Outro cuidado que devemos ter como o carma negativo é que, ele não é visível, é apenas constatável, ou seja, não o vê do jeito que vê uma mão suja, percebe-se sua existência quando as coisas estão fora de controle e quando você começa a sentir o sofrimento.
Por isso pode se dizer que o carma negativo é extremamente perigoso, pois as pessoas não percebem, ou se sabem não ligam, tal como a sujeira atrás do sofá ou debaixo do tapete.
Só que a sujeira debaixo do tapete, você pisa nela, enquanto que a sujeira do carma negativo, pisa em você.
Quando o verso nos ensina:
“Não se esqueça de orar de manhã e a noite”, quer dizer que não devemos dar tempo ao tempo, para que as coisas piorem.
Sempre que estiver em dia com as orações, estará sempre acumulando mais virtudes e conseqüentemente menos carma negativo.
Vejamos um exemplo da natureza.
Há um tipo de peixe que caça suas presas fora da água, ou seja o peixe, de dentro da água, borrifa água sobre a folha da árvore para que o inseto que ali se encontra, escorregue e caia na água para poder comê-lo. O exemplo que vi foi o de uma joaninha. A joaninha se agarrava com toda a força no galho, mas o peixe de tempo em tempo esguichava água sem sequer deixar a folha secar. Mesmo que a joaninha ficasse parada, uma hora escorregaria, e caso tentasse fugir ou mover-se, perderia a fixação na folha se tornando mais vulnerável ainda. Por fim, a joaninha tentou revoar, mas como suas asas estavam molhadas, não teve forças e caiu. Antes mesmo de chegar na água o peixe voou e comeu-a ainda no ar.
Somos como esse peixe que precisa comer e se dar bem. Só que muitas vezes não agimos como ele. Esguichamos apenas um pouco de água, ou seja, fazemos um pouquinho e deixamos secar. Assim perdemos nossas presas, ou seja, não concretizamos nossas metas. Ou somos este peixe assíduo ou seremos a joaninha da história.
O Mestre Nissen Shounin nos ensina também que não é só por nós, que se caso negligenciarmos as orações, estaremos deixando de ajudar os outros também, o que é pior ainda.
Portanto, não podemos falhar nesta prática considerada das mais básicas da HBS.
Ore de manhã e a noite, pelo seu bem e o bem de todos.
Se esforçando insistentemente nesta prática, não haverá carma que possa prejudicá-lo ou barreira que possa detê-lo.
É isso que nos transmite este ensinamento do Grande Mestre Butsuryu Kaidou Nissen Shounin.
Arcebispo Kyohaku Correia

Revista Lótus n°51


Deixe um comentário

NAMUMYOHOURENGUEKYO!


Arigatougozaimashita,

Muita gente me pergunta o que significa NAMUMYOHOURENGUEKYO!

Na interpretação literal, dentro das sete sílabas Namu-myou-hou-ren-gue-kyou, as duas sílabas “Myou-Hou” são as mais importantes.

O prefixo “Namu” representa a promessa de plena devoção ao que vem depois, ou seja, Myouhourenguekyou.

Myou” (místico,maravilhoso,inefável), significa algo que está totalmente além da nossa capacidade de compreensão e imaginação. É um adjetivo que magnífica o “Hou” (Darma), ou seja, todo o conteúdo da pregação do Sutra Lótus, o Darma como um todo é adjetivado pelo Myou. Mas, isso não significa que somos obrigados a praticar sem compreender.

“Rengue” ao pé da letra é “Flor de Lótus”. Como é sabido, a flor de lótus enraíza na lama e desabrocha uma flor tão branca que chega a representar o branco mais puro do mundo.

No caso da Flor de Lótus de um país quente como a Índia, a circunferência da flor é grande e quando desabrocha, dizem que chega a fazer um estalo. Habitar numa circunstância tão “suja” (adversa) e desabrochar um branco tão puro, representa como devemos viver nesse mundo sem desmerecê-lo ou desejar abandoná-lo. Ou seja, sem cair na tentação, resistir ao mal, sem se macular às circunstâncias e adversidades e ao mesmo tempo se fortalecendo por elas. Dessa forma podemos sim desabrochar, concretizar a iluminação e sermos felizes.

Kyou ao pé da letra significa “Linha Vertical” e está representando uma linha, uma unidade que representa a verdade e que transcende aos tempos de modo inalterável.
Kyou também significa “Sutra”, aqui em específico o Sutra Lótus, onde constam as palavras douradas de Buda que seguimos e não se alteram com o passar dos tempos.

Nós do Budismo HBS dizemos que o significado do NAMUMYOHOURENGUEKYO é causa, essência e semente da iluminação,transmitida pelo Jyougyou Bossatsu.

Arigatougozaimashita!

“Se és discípulo aja como discípulo.
Discípulo é herdar e expandir o
verdadeiro sentimento do Grande Mestre
NITIREN DAIBOSSATSU.”

Mestre Aoki

FONTE: HBS – Honmon Butsuryu-Shu